RSS

26 de dezembro de 2007


[...] “Naquele tempo
do Desprezo eu queria ser chão, isto ser:
para que em mim as árvores crescessem. Para
que sobre mim as conchas se formassem. Eu
queria ser chão no tempo do Desprezo para
que sobre mim os rios corressem.” [...]


Manoel de Barros

Nenhum comentário: