RSS

14 de dezembro de 2007

I



É quando a vida vase
É quando como quase.
Ou não, quem sabe.

Paulo Leminski
9 Poemetos

Nenhum comentário: