RSS

15 de dezembro de 2007


Não sou, nem devo ser a MULHER-MARAVILHA, apenas uma pessoa vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa... uma mulher.

Lia Luft

Nenhum comentário: