RSS

6 de janeiro de 2008



Começo a conhecer-me, não existo.
sou o intervalo do que desejo ser
e o que realmente me fizeram
ou metade deste intervalo
porque também há vida... sou isto, enfim...


Fernando Pessoa