RSS

13 de setembro de 2008






“Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples.”

Manuel Bandeira




* Imagem: beijo-doce by Robson Freiro [Flickr]




“Amor um mal, que mata e não se vê;
Que dias há que na alma me tem posto
Um não sei quê, que nasce não sei onde,
Vem não sei como, e dói não sei porquê.”


Camões



* Imagem: luna_tica [flickr]




“O amor eterno é o amor impossível. Os amores possíveis começam a morrer no dia em que se concretizam.”

Eça de Queiroz



* Imagem: Carmem Farina [flickr]Google

O ANALFABETO POLÍTICO





O ANALFABETO POLÍTICO


O pior analfabeto
É o analfabeto político,
Ele não ouve, não fala,
Nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe o custo da vida,
O preço do feijão, do peixe, da farinha,
Do aluguel, do sapato e do remédio
Dependem das decisões políticas.


O analfabeto político
É tão burro que se orgulha
E estufa o peito dizendo
Que odeia a política.


Não sabe o imbecil que,
da sua ignorância política
Nasce a prostituta, o menor abandonado,
E o pior de todos os bandidos,
Que é o político vigarista,
Pilantra, corrupto e lacaio
Das empresas nacionais e multinacionais.


Bertold Brecht




* Quem foi Bertold Brecht?


* Imagem: Unimep